Publicado por: Jerusa Hara | 25/02/2010

O anti-marketing

Talvez por minha formação, sou sempre atraída por comerciais, notícias e ações promocionais. Sou daquelas que sempre se inscreve em promoções, desde que não tenha que pegar filas, cortar, colar e colecionar nada. Aliás, sei que existem participantes profissionais de promoção, pessoas que vivem disso. Mas, por que tem tanta promoção que faz a gente desistir no meio? Dá uma raiva…

Você vai ao supermercado, faz suas compras habituais e ganha 4 milhões de cupons para preencher e concorrer em uma promoção que você nem sabia que existia e que, obviamente, não foi o que te levou até lá. Num primeiro momento se sente no lugar certo, na hora certa. Depois de preencher o 5º cupom com sua própria caneta já que nenhuma do local funciona, com câimbras na mão e letra garranchuda, você começa a achar que não é tão sortudo. Até que no 12º você desiste e leva aquele bolo de papéis para casa, apaga a promoção e o prêmio da memória e, na próxima faxina, percebe que micou com aquele monte de cupons, inclusive os 12 preenchidos. A raiva não vai te impedir de voltar no supermercado, até porque essa escolha tem mais a ver com comodidade e preço do que com promoções. Mas certamente, o gostinho que vai ficar é meio amargo.

Outra que eu sempre caio é em notas sobre restaurantes nas seções de gastronomia por aí. Você lê em um site sobre um restaurante, depois lê em uma revista, passa em frente ao lugar, lembra-se de ter referências de lá… e decide que quer ir. Por ter tido uma excelente divulgação provavelmente estará lotado. Mesmo porque só no fim de semana você se lembra que quer ir. Depois de esperar na fila, o que confirma sua teoria sobre estar lá, entra e logo jogam um cardápio na sua frente. Dúvidas? Xiii: com o restaurante cheio, vai ser difícil o garçom te dar atenção sem ter aquele ar de bronca. Chega o prato, que você até achou meio caro, mas deve valer a pena. Passa boa parte da refeição elogiando a decoração, a comida, utilizando todos os adjetivos que leu. Com a barriga meio cheia, você começa a perceber que não é tudo isso, aliás, é até meio exótico demais e o que tem a ver aqueles quadros na parede? Quando chega a conta você decide: detestou e não vai cair nessa novamente!

Algumas ações têm tudo para arrebentar, mas por descuido com os detalhes ou por deficiência no dimensionamento dos resultados, acabam sendo um tiro no pé. Não vou nem mencionar os comerciais. Esse assunto dá pano para outro post…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: